Como ter acesso às salas VIP dos aeroportos

Sabe aquelas salas exclusivas oferecidas para determinados passageiros em aeroportos? Elas são conhecidas mundialmente como lounges ou salas VIP. Como o próprio nome já diz, um serviço vip completamente diferenciado é disponibilizado no espaço, com conforto e comodidade enquanto você espera pelo seu voo. Vamos te explicar a seguir como as salas funcionam, quem pode utilizar, o que tem lá dentro de interessante e muito mais. Confira e também seja “VIP”em sua próxima viagem!

O que há em uma sala VIP de aeroporto

Para começar, é importante dizer que uma sala VIP nunca é igual a outra, sendo assim, a quantidade e qualidade dos serviços oferecidos pode variar bastante. Enquanto algumas salas são realmente exclusivas, e mais difíceis de serem acessadas, outras disponibilizam serviços bem básicos, porém funcionais. Sempre pesquise e opte pela sala que estiver mais de acordo com a sua necessidade durante a espera.

Em geral, o que praticamente toda sala VIP oferece são tipos diferentes de bebidas e alimentos. E é tudo à vontade, viu?! Pode comer e beber o quanto achar necessário, que não vai ter nenhum funcionário te controlando. As comidas podem variar entre salgadinhos, biscoitos, doces, pães, mini-sanduíches, frutas, queijos, frios, pão de queijo, entre outros. Em alguns casos, são oferecidos também alguns pratos quentes, saladas e sobremesas gourmet. Nas salas mais exclusivas, existe até serviço de café da manhã, almoço e jantar, com garçom e tudo mais. Para beber normalmente tem sucos, refrigerantes, água e até bebidas alcoólicas como cerveja, whisky, vinho e espumante. Os produtos dependem da sala VIP que você escolher.

Estruturalmente falando, as salas VIP geralmente são bem mais agradáveis do que o saguão de um aeroporto. Há mesas, poltronas, sofás, sala de TV, chuveiros, tomadas, computadores e, em alguns casos, até camas, salas de reunião, espreguiçadeiras e espaço para crianças. Em horários de maior demanda é bastante comum que as salas estejam superlotadas, então não espere luxo ou muita privacidade nestes casos, ainda mais se tratando dos lounges mais básicos.

Como ter acesso?

Os lounges foram criados para oferecer comodidade e conforto aos passageiros frequentes das companhias aéreas, ou clientes que voam em primeira classe ou executiva. Mas com o tempo, a funcionalidade destes espaços foi ampliada também para usuários de outros programas de fidelidade, cartões de crédito e, em alguns casos, até para quem quer pagar pelo serviço.

A maneira mais acessível de ter acesso é por meio dos cartões de crédito qualificáveis. Os cartões Diners e American Express oferecem a maior quantidade de salas VIP no Brasil, além de os demais cartões com Priority Pass e LoungeKey.

Diners

O Diners tem 22 salas parceiras pelos aeroportos do Brasil e mais de 500 ao redor do mundo. Entre os cartões do Diners, o mais acessível, e que permite a utilização das salas VIP é o cartão Diners Club International. A renda mínima exigida é de R$ 3.000 e a anuidade custa 3 x R$ 60. É o melhor custo-benefício do mercado, dada a quantidade de salas que a Diners disponibiliza no mundo. O ponto fraco é que esse cartão oferece apenas 1 ponto por dólar gasto. O Diners Club Exclusive oferece, além do acesso ao lounge, uma melhor pontuação para conversão de milhas (1,5 ponto por dólar). Por outro lado, exige uma renda mínima mais alta (R$ 7.000) e uma anuidade um pouco mais cara (3 x R$ 79).

American Express

A American Express oferece 25 salas parceiras no Brasil, além de outras centenas de salas próprias e parceiras no mundo. Entre os cartões Amex, apenas o Gold Card e o The Platinum Card administrados pelo Bradesco, além dos cartões Visa Infinite oferecem acesso aos lounges domésticos. No caso das salas VIP internacionais, apenas o The Platinum Card oferece acesso. O Gold Card é o mais acessível dos cartões e exige renda mínima de R$ 8.000, com anuidade de 4 x R$ 30,75. Oferece 1,5 ponto por dólar gasto com o Membership Rewards turbo. Já o The Platinum Card só pode ser obtido mediante convite, que costuma ser feito para clientes Gold Card que tenham uma média elevada de gastos, superior a R$ 10.000 por mês.

Priority Pass

É um clube que oferece acesso a mais de 700 salas VIP em aeroportos, em 120 países e em mais de 400 cidades. Funciona independentemente do destino, companhia aérea ou da classe em que o passageiro viaja, mediante associação prévia. Alguns cartões de crédito de alta renda oferecem a associação sem custo. Uma alternativa é comprar um dos planos pelo site do Priority Pass. Existem 3 planos, cuja anuidades variam entre US$ 99 a US$ 399, variando de acordo com a quantidade de visitas.

LoungeKey

O LoungeKey tem salas em mais de 500 aeroportos no mundo inteiro. O acesso ocorre mediante a apresentação de um cartão de crédito Mastercard Black qualificado, além do pagamento de uma taxa pelo uso. Alguns bancos oferecem uma quantidade de convites gratuitos, o que evita a necessidade de pagamento.

Programas de fidelidade das companhias aéreas

Esse benefício é válido apenas para quem possui status máximo ou quase máximo nos programas de fidelidade das companhias aéreas nacionais e internacionais. O diferencial é que o status pode dar acesso a lounges de companhias parceiras ou membros da mesma aliança. O Programa Amigo, Smiles e o LATAM Fidelidade também disponibilizam salas VIP no Brasil e no exterior.

Classe executiva ou primeira classe

Ao voar em classe executiva ou primeira classe, geralmente é oferecido ao passageiro o ingresso à sala VIP. As regras variam de acordo com a companhia, mas geralmente é disponibilizada uma sala no mesmo terminal de onde parte o voo da empresa aérea.

Pagamento avulso

Uma alternativa é pagar pelo acesso. Algumas salas vendem o ingresso avulso para a utilização da sala. O preço geralmente é salgado, variando entre R$ 50 e R$ 150 por pessoa. No entanto, salas próprias de companhias aéreas e de cartões de crédito não costumam permitir o ingresso de cliente avulso.

 

Em geral, as salas VIP oferecem várias comodidades e considerando, por exemplo, os preços cobrados em aeroportos para almoçar, pode acabar compensando pagar a taxa de acesso e ainda usufruir de outras regalias. Se você tiver algum dos cartões qualificados e puder ingressar sem custo, melhor ainda. Vale bastante a pena a experiência.

E aí, já teve alguma experiência em salas VIP no Brasil ou no exterior? Tem vontade de conhecer alguma? Comente e participe!


Deixe um comentário



Nós não vendemos passagens aéreas. Para comprar você deve entrar no site de cada companhia ou de agências de turismo.