Por Thayana · 18/07/2017   10:53

Estar sobre as nuvens e observar do alto as belíssimas paisagens naturais do céu pode ser um dos momentos mais inesquecíveis da vida de qualquer pessoa. No caso da primeira viagem de avião, a emoção ganha uma proporção completamente diferente, principalmente porque toda a experiência será novidade. Pensando nisso, o Voe Com Desconto criou este post com diversas dicas sobre como é estar dentro de um avião, além de explicar como funciona todo o procedimento de embarque.

Antes de qualquer coisa, é importante dizer que você vai viajar em um dos meios de transporte mais seguros do mundo. Não há o que temer. Fique tranquilo e desfrute do ambiente, dos serviços e do cenário natural encontrado em sua janela.

1 – Encontrando passagens aéreas baratas

Para começar, fique de olho aqui no Voe Com Desconto. Sempre que encontrarmos passagens aéreas promocionais, divulgaremos em primeira mão para você. Uma alternativa é nos acompanhar no Facebook, onde também sempre postamos novidades.

2 – Documentos necessários para embarque

Se você é adulto e fará um voo doméstico (pelo Brasil) ou para a América do Sul, seu documento de identidade com foto é suficiente. Caso você tenha alguma conexão programada para algum país que necessite de passaporte, você vai precisar também deste documento, de acordo com a regra do país. Normalmente você receberá esta informação no ato da compra das passagens. No caso de voos internacionais, o passaporte sem dúvida será requisitado. Em alguns casos, será necessário possuir visto.

3 – Diferença entre escala e conexão

Ao pesquisar por passagens, você vai perceber que existem várias maneiras de chegar ao seu destino: voos diretos, voos com escala e voos com conexão. O voo direto é aquele que decola na cidade de origem e somente pousa na cidade de destino. Já o voo com escala terá parada em uma ou mais cidades durante o percurso, antes de chegar ao seu destino final – neste caso não é necessário trocar de aeronave, ou seja, você espera dentro dela. Por fim, o voo com conexão é aquele em que você terá de trocar de avião ao menos uma vez, antes de chegar ao seu destino.

4 – E cadê a passagem?

Se você está acostumado a viajar de ônibus, pode estranhar o fato de não existir uma passagem física. No caso das viagens de avião, o que existe é uma reserva, com um código localizador. Você até pode imprimir sua reserva se quiser, mas não é necessário. Basta apresentar o documento de identificação necessário de acordo com os trechos da sua viagem.

5 – O que fazer quando chegar ao aeroporto?

A primeira coisa a ser feita é procurar o balcão da companhia aérea em que você vai viajar e entrar na fila do check-in do seu voo. O check-in é simplesmente uma confirmação de que você chegou ao aeroporto e vai fazer a viagem. Na maioria dos casos é possível realizar o check-in pela internet ou nos totens existentes nos terminais.

6 – Com quanto tempo de antecedência devo chegar ao aeroporto?

Para o caso de voos nacionais, é sempre bom fazer o check-in com no mínimo duas horas de antecedência. Se for para outro país, o prazo é maior: chegue cerca de quatro horas antes. Não corra o risco de perder seu voo! Chegue ao aeroporto com tempo sobrando para realizar todos os procedimentos de embarque necessários. Lembre-se que imprevistos acontecem, inclusive dentro do próprio aeroporto. Um simples deslocamento interno até o seu portão de embarque pode ser suficiente para você literalmente perder a viagem.

7 – O que faço com as bagagens?

No ato do check-in, você também deve despachar as bagagens maiores, caso possua. Elas viajam no porão da aeronave. Você também pode levar consigo uma bagagem de mão (bolsa, mala pequena ou mochila) na cabine do avião.

8 – Quantas bagagens eu posso levar na viagem?

Sua bagagem de mão pode pesar até 10 kg, observando os limites de altura + largura + comprimento definidos pela companhia aérea. Para o caso das malas que viajam no porão da aeronave, a empresa pode cobrar pelo despacho – tudo depende do tipo de bilhete que você adquiriu. Entre em contato com a companhia aérea em que você comprou a passagem.

9 – O que é o cartão de embarque?

Após realizar seu check-in e despachar a mala, o funcionário da companhia aérea vai te entregar um cartão de embarque. Você vai perceber que, aí sim, ele se parece com uma passagem convencional. Neste documento constam informações importantes, como horário e número do seu voo, portão de embarque e horário da decolagem.

10 – Como saber que horas devo embarcar?

No ato do check-in você será informado. De qualquer forma, caso exista alguma dúvida, basta acompanhar os televisores espalhados pelo aeroporto. Neles há as principais informações, como hora e portão (gate) de embarque. Siga para seu portão com antecedência, pois você ainda precisará passar pelo raio-x. Se a fila estiver grande, como é bastante comum acontecer, você pode perder o seu voo e isso não sairá nada barato. Após passar pela revista, é só esperar a hora de embarcar.

11 – Hora do embarque!

Está quase na hora de entrar no avião. Um pouco antes do embarque começar, os funcionários vão explicar como tudo será feito. Normalmente o embarque é de acordo com as fileiras da aeronave. Antes de entrar, seu cartão de embarque e documento de identidade serão conferidos. Ao entrar, procure seu assento e lembre-se que o número representa a fileira e a letra vai de acordo com a posição da sua poltrona. Guarde sua bagagem de mão no compartimento acima do assento e se acomode.

12 – Voar, voar, subir, subir…

Partes burocráticas à parte, agora é hora de relaxar e desfrutar do seu voo. No início da viagem, o comissário irá comunicar os procedimentos de segurança. Fique atento. Na sequência, o momento mais esperado: a decolagem! Para quem nunca voou, este pode ser um momento mais tenso, pelo friozinho na barriga. Por outro lado, quando o avião sobe, volta tudo a ficar normal. Nem parece que você está voando! Em alguns casos, os passageiros passam pelas famosas turbulências, que costumam chacoalhar as aeronaves, mas não há pânico. Isso porque os aviões são preparados para este tipo de situação.

13 – O que fazer quando o avião chega ao destino?

Já ouviu falar em “siga o fluxo de pessoas”? Pois bem, é exatamente assim que normalmente é feito. Acompanhe a multidão e você provavelmente chegará ao local onde suas bagagens poderão ser retiradas. É uma esteira que fica passando com diversas malas. Lembre-se de sempre conferir o nome na etiqueta e pegar a sua. Sim, é necessário conferir. Mesmo que você pense que sua bagagem é diferente, ela pode não ser. Por incrível que pareça, existem muitas malas iguais por aí!

14 – Como fazer uma conexão no aeroporto?

No caso das conexões você vai trocar de aeronave, porém sua bagagem despachada geralmente é movida automaticamente para o seu próximo voo. Portanto não se preocupe. Ao chegar na cidade em que você vai fazer a conexão, os comissários irão te dar todas as orientações necessárias para você desembarcar. Ao descer do avião, outros funcionários estarão com placas orientando o que os passageiros com destino a tal cidade devem fazer. Em alguns casos, quando a conexão leva bastante tempo, é possível sair do aeroporto e dar uma volta pela cidade de conexão. Uma boa oportunidade para aumentar seu leque de destinos. Sempre acompanhe os televisores espalhados pelo aeroporto, pois neles constam informações importantes sobre seu próximo embarque.

15 – Andar de avião dá vontade de vomitar?

A verdade é que nestes aviões maiores utilizados pelas companhias aéreas brasileiras, a chance de você querer vomitar é quase nula. É mais comum a vontade aparecer quando se está voando em aviões pequenos. Mesmo assim, caso você fique enjoado, há um saquinho bem na sua frente para te socorrer.

16 – Como aliviar a sensação de “ouvido entupido” durante o voo?

Este desconforto é bastante comum nas viagens de avião. Ele acontece pela variação da pressão da cabine, porém passa depois de alguns segundos – normalmente com a movimentação da mandíbula. É como se a gente se sentisse “meio surdo”. Para melhorar, experimente simular bocejos ou masque um chiclete: o movimento de mastigar ajuda a aliviar.

17 – Qual é a temperatura dentro do avião?

No avião costuma fazer frio, especialmente em voos noturnos. Esteja preparado! Normalmente é possível controlar a saída de ar condicionado para regular a temperatura, porém é sempre bom levar consigo uma blusa para melhorar a sensação térmica.

18 – Devo sentir medo de turbulência?

Você pode, sim, sentir um friozinho na barriga, porém turbulências não precisam ser temidas. É bastante comum elas acontecerem durante qualquer voo. Se escutar o piloto falando para “os passageiros afivelarem os cintos, pois iremos passar por uma forte turbulência”, basta seguir as orientações. Colocar o cinto é apenas para aumentar sua segurança, já que em alguns casos o avião acaba chacoalhando bastante. Mas pode ficar despreocupado que o avião não vai cair! rs

19 – Sentar de pernas cruzadas no avião pode fazer mal?

Sinceramente, depende. O ideal é encontrar uma posição que favoreça sua experiência de voo. Isso porque em alguns casos, sua viagem pode ser bem longa e, consequentemente, te fará ficar sentado por várias horas – o que pode ser bastante desconfortável. Neste caso, é bom pensar em favorecer a circulação das pernas, evitando cruzá-las, por exemplo.

20 – Posso tirar fotos durante o voo?

Claro que sim! Não há problema algum em registrar sua primeira viagem de avião! 🙂

 

Tem mais alguma dúvida? Faltou alguma dica? Participe nos comentários e ajude outros leitores!

Veja mais sobre:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *